ilustração de família ( homem, mulher e bebê) olhando pela janela.
Use máscara em conjunto com as demais medidas de proteção

Use máscara em conjunto com as demais medidas de proteção

Durante a pandemia de Covid-19, para proteger você e sua família o Ministério da Saúde orienta o uso das máscaras de proteção facial sempre que precisar sair de casa, como forma de evitar a propagação do coronavírus. Em algumas regiões do país o uso já é obrigatório.

Todas as máscaras que utilizamos no dia a dia ajudam a proteger contra o coronavírus quando são usadas de forma correta, mas elas oferecem diferentes níveis de proteção.
Uma pesquisa realizada pelo Laboratório de Física Atmosférica do IF-USP revela qual a variação. Ainda que existam diferenças, é essencial que você utilize máscaras todas as vezes que precisar sair de casa.

A eficácia de cada máscara*

Ilustração mostrando os diferentes tipos de máscaras faciais e a eficácia de cada uma

Ilustração mostrando os diferentes tipos de máscaras faciais e a eficácia de cada uma.
*Segundo o estudo realizado pelo Laboratório de Física Atmosférica do IF-USP

Como usar e reusar máscaras PFF2

As máscaras PFF2  possuem uma eficácia de quase 100% contra a Covid-19, mas precisam ser utilizadas corretamente para que esse nível se mantenha.
A recomendação é ter uma para cada dia da semana e reutilizá-las depois de deixar a máscara descansando em local arejado e longe do sol entre 3 e 7 dias. Na hora de retirar, evite tocar na parte exterior, que pode estar contaminada.
Entre os diferentes modelos disponíveis, o mais recomendado para máscaras PFF2 é aquele que tem o elástico passando por trás da cabeça, pois tem uma vedação melhor.

Onde encontrar máscaras PFF2 por um preço justo?

Caso esteja em dúvidas sobre onde comprar sua máscara, o “PFF para Todos” é um site colaborativo que lista vendedores que oferecem máscaras PFF seguras e por um preço justo em todo o país. Na página, você também encontra dicas e informações sobre a utilização desses modelos.

Máscara de tecido sobre a cirúrgica aumenta a proteção

Um estudo divulgado recentemente pelos Centros de Controle de Doenças dos Estados Unidos aponta que o uso de uma máscara de tecido por cima da máscara cirúrgica pode bloquear mais de 90% das partículas que se dispersam em uma tosse simulada. Isso acontece porque a dupla se completa: enquanto a cirúrgica filtra bem as micropartículas, a de tecido garante a vedação do rosto.

Proteção sem conforto pode acabar atrapalhando

Além de segura, a máscara deve ser fácil de respirar. Ter uma máscara que oferece o máximo de proteção é importante, mas para garantir que ela seja efetiva é necessário usá-la de maneira correta.
Ao escolher o modelo ideal para você, leve em conta também a respirabilidade, ou seja, a facilidade para respirar. Modelos com muitas camadas podem ser seguros, mas, se forem difíceis de respirar, podem acabar parando no queixo, acabando de vez com qualquer proteção.
As máscaras com válvula não devem ser usadas.

Use corretamente:

  1. Antes de tocar na máscara, limpe as mãos com um higienizador à base de álcool ou água e sabão
  2.  Assegure-se que o lado correto da máscara está voltado para fora.
  3. Puxe a parte inferior da máscara para que ela cubra sua boca e seu queixo. Enquanto estiver usando, evite tocar na máscara;
  4. Se a máscara ficar úmida, substitua por outra limpa e seca.
  5. Após o uso, retire a máscara usando a técnica apropriada; remova-a pelos elásticos por trás das orelhas. Não toque na frente e a mantenha afastada do rosto e das roupas, para evitar tocar nas superfícies potencialmente contaminadas da máscara.
  6. Após a remoção ou sempre que tocar inadvertidamente em uma máscara usada, limpe as mãos usando álcool em gel ou água e sabão.
  7. Se for descartável, descarte a máscara em uma lixeira fechada imediatamente após o uso.
    Se de tecido, após utilizar faça a imersão da máscara em recipiente com água potável e água sanitária por 30 minutos. A proporção de diluição a ser utilizada é de 1 parte de água sanitária para 50 partes de água (Por exemplo: 10 ml de água sanitária para 500ml de água potável). Após o tempo de imersão, realizar o enxágue em água corrente e lavar com água e sabão. Após lavar a máscara, a pessoa deve higienizar as mãos com água e sabão. Após a secagem passe com o ferro quente e acondicione em saco plástico.
    Se for PFF2, deixar a máscara descansando em local arejado e longe do sol entre 3 e 7 dias.

Siga as boas práticas de uso, remoção e descarte, assim como higienizar adequadamente as mãos antes e após a remoção. O uso de máscaras deve ser sempre combinado com as outras medidas de proteção, como lavar as mãos, cobrir a tosse e o espirro, evitar contato próximo com outras pessoas. E mesmo pessoas vacinadas devem manter o uso da máscara em locais públicos.