Ilustração de casa de tijolos amarelos e janela aberta
Covid-19: adaptação ao isolamento social durante a pandemia

Covid-19: adaptação ao isolamento social durante a pandemia

Diante das mudanças na dinâmica social promovidas pela Covid-19, cada pessoa e cada família deve encontrar, segundo sua história, hábitos e modos de ser, as estratégias mais adequadas para enfrentar o isolamento social e suas consequências. Como ainda é incerto por quanto tempo essas mudanças irão perdurar, precisaremos nos adaptar com criatividade, flexibilidade e uma disposição constante para rever e reajustar essas
estratégias para lidar com cada novo desafio que surgir. Neste material elencamos algumas orientações que podem servir como um guia.


Rotina

  • Estabeleça uma rotina, ela ajuda a se organizar e reduz a ansiedade.
  • Adeque sua rotina habitual a uma nova, com flexibilidade: não será possível continuar a fazer tudo exatamente como antes.

Autocuidado

  • Cuide da sua aparência e higiene como de costume.
  • Vista-se de acordo com cada atividade que vai realizar e evite ficar de pijama o dia todo.

Sono

  • Procure dormir de 7 a 9 horas por noite.
  • Evite ficar o dia todo dentro do quarto e tirar cochilos durante o dia.
  • Evite consumir substâncias estimulantes, como café, chás pretos e cigarro no período da noite.
  • Evite fazer uso de dispositivos eletrônicos, como celulares, tablets e computadores pelo menos uma hora antes de se deitar.
  • Evite se atualizar no período da noite se as notícias relacionadas à pandemia lhe causam mais apreensão.

Alimentação

  • Mantenha-se hidratado.
  • Não pule refeições: garanta ao menos as três principais.
  • Evite comer sem fome, por ansiedade.

Família e filhos

  • Realize atividades domésticas, incluindo o preparo de refeições, com a colaboração de toda a família e torne cada um responsável pelo cuidado com a casa e com o outro.
  • Com criatividade, jogos, brincadeiras e atividades artísticas em família estreitam laços e ajudam a manejar o estresse.
  • Mantenha a rotina de estudos das crianças e adolescentes e mantenha-os em contato com professores e colegas da escola.
  • Seja flexível com as horas gastas pelos filhos com internet, TV, celulares e tablets, mas siga supervisionando os conteúdos acessados.
  • Para as crianças pequenas, crie um ambiente acolhedor para medos e dúvidas: elas podem não compreender as mudanças que estão ocorrendo a sua volta e sentirem-se inseguras.

Home-office

  • Organize sua estação de trabalho num ambiente bem iluminado e com pouca circulação de pessoas.
  • Tenha à mão tudo o que for indispensável para sua atividade para evitar pausas desnecessárias.
  • Estabeleça como sua jornada será cumprida e informe sua família para que respeitem seus horários. Não é porque você está em casa que você tem disponibilidade permanente para as questões domésticas.
  • Procure conciliar seu horário de trabalho com o de estudo ou de tempo na TV, celular ou internet dos filhos, principalmente se não há outro adulto com quem dividir os cuidados.
  • Evite ultrapassar a carga horária diária de trabalho e respeite os intervalos para descanso.
  • Mantenha-se em contato com colegas e com superiores: ajuda manter o ritmo de trabalho e a produtividade.
  • Nos dispositivos eletrônicos, silencie notificações que não sejam relacionadas ao trabalho e se desconecte das redes sociais para evitar distrações.

Interação social

  • Mantenha o contato e o vínculo com amigos, familiares, colegas do trabalho e de escola por meios virtuais.

Atividade física

  • Procure iniciar ou manter algum grau de atividade física em casa, mesmo com limitações de espaço e de equipamentos.

Mantendo-se informado

  • Estabeleça um ou no máximo dois períodos no dia para se informar.
  • Procure por fontes oficiais de informação. Infelizmente, nesse momento é muito comum circularem as chamadas fakenews (notícias falsas), que geram alarmismo, confusão sobre o que realmente deve ser feito para se proteger ou falsas esperanças.

Como lidar com a ansiedade e o estresse

  • Aprenda e pratique técnicas de meditação e de relaxamento: elas são de fácil execução e estão disponíveis em aplicativos.
  • Converse com alguém de confiança: troque sentimentos e experiências sobre como lidar com a ansiedade e estresse do momento.
  • Ofereça ajuda para familiares, amigos e vizinhos, sobretudo os idosos: sentir-se útil traz bem-estar.
  • Evite uso de álcool, tabaco e outras drogas: as consequências para a saúde física e mental podem ser graves.