vários comprimidos espalhados em um fundo azul claro
Antibióticos

Antibióticos

Os antibióticos são compostos naturais ou sintéticos capazes de inibir o crescimento ou causar a morte de fungos ou bactérias. Podem ser classificados como bactericidas, quando causam a morte da bactéria , ou bacteriostáticos, quando não deixam a bactéria se replicar.
O uso excessivo de antimicrobianos aumenta o risco de resistência bacteriana e, por consequente, diminui o número de medicamentos que tem efetividade contra as infecções.
Existem hoje mais de 150 compostos com ação antimicrobiana, mas desde 1970, não foi descoberta nenhuma nova classe de antibióticos.

A pesquisa e desenvolvimento de novos medicamentos podem levar de dez a vinte anos, mas a vida útil de um antibiótico pode ser muito curta devido à resistência microbiana. A resistência ocorre como resposta da bactéria frente ao um estímulo ambiental – no caso o amplo uso de antibióticos. As bactérias possuem alta capacidade de adaptação a condições adversas, tais como os agentes químicos.

O abuso, o mau uso e a distribuição dos antibióticos a níveis inferiores ao que é recomendado em manuais terapêuticos, bem como as más condições de higiene, o fluxo contínuo de viajantes, o aumento de pacientes imunocomprometidos e a demora no diagnóstico das infecções bacterianas têm favorecido o aumento da resistência não só nos hospitais, mas na comunidade como um todo, podendo atingir indivíduos saudáveis.

Para a OMS (Organização Mundial da Saúde), o mal uso de medicamentos, principalmente de antibióticos, é decorrente de baixa adesão aos tratamentos e de práticas de promoção antiéticas que visam à ampliação de mercados e benefícios.

Dicas:

  • Não compre antibióticos sem receita médica, mesmo que você já tenha tomado este medicamento antes para combater um sintoma parecido;
  • Não insista com seu médico para lhe prescrever antibiótico quando não for necessário, nem peça ao seu farmacêutico para lhe fornecer antibiótico sem receita médica;
  • Respeite a prescrição médica ao tomar antibióticos (dose exata, intervalos corretos e duração indicada na receita). Em caso de dúvidas, procure o seu farmacêutico para orientação;
  • Resfriados, gripes e a maioria das infecções de garganta e ouvidos são causados por vírus. Antibióticos não são indicados para essas doenças. Se fizer uso deles, você só gastará dinheiro e prejudicará sua saúde;
  • Complete todo o tratamento com o antibiótico mesmo que se sinta melhor após os primeiros dias, pois a interrupção pode fazer com que as bactérias criem resistência ao medicamento;
  • Lave sempre as mãos antes das refeições e após tossir/espirrar, usar o banheiro ou transporte público;
  • Não tome antibióticos que sobraram de outros tratamentos, pois provavelmente não serão suficientes para seu tratamento.
  • Não tome antibióticos baseando-se em tratamentos feitos por outra pessoa ou indicados por vizinhos,parentes, etc.

Participe do programa Assistência Farmaceutica para segurados de saúde da Seguros Unimed. Clique Aqui e saiba mais.


Veja também: