Seguros Unimed está entre as maiores seguradoras no Valor 1000

Seguros Unimed está entre as maiores seguradoras no Valor 1000

14/09/2016
Ilustração de equipe médica reunida em torno de uma mesa


A edição 2016 do anuário Valor 1000 posiciona a Seguros Unimed entre as melhores seguradoras do país em Saúde, Vida e Previdência. Este resultado comprova a solidez da Seguradora, que tem uma trajetória de mais de 26 anos e oferece, também, soluções para o mercado nos ramos de Odontologia, Patrimoniais e Responsabilidades.


No segmento Saúde, pelo terceiro ano consecutivo, a Seguros Unimed está entre as três maiores seguradoras, em prêmios ganhos. Em todos os indicadores analisados, a companhia se destaca entre as mais sólidas e eficientes: patrimônio líquido e aplicações financeiras (4º lugar); crescimento dos prêmios ganhos (5º lugar); índice combinado, que considera a relação entre sinistros e despesas sobre os prêmios (6º lugar), lucro líquido e rentabilidade sobre o patrimônio (7º lugar).


A Companhia aparece na 18ª posição no segmento de Vida e Previdência – mesma colocação do ano anterior – considerando o montante das aplicações, que ultrapassou R$ 911 milhões ao final de 2015. A Seguros Unimed também está entre as 20 maiores empresas do país em todos os critérios avaliados: lucro líquido e operacional, prêmios ganhos, patrimônio líquido, rentabilidade sobre o patrimônio e crescimento das aplicações.


“Em um cenário desafiador para as empresas, a Seguradora se manteve em destaque no ranking pela sua solidez e relevância no mercado. No último ano, a queda no número de beneficiários do seguro-saúde foi motivada pela retração da economia, como também pelo saneamento das carteiras. Associado a ações para controle da sinistralidade e ganho de eficiência operacional, esse processo fundamenta a melhora do desempenho neste ano”, afirma Dr. Helton Freitas, Diretor-Presidente da Seguros Unimed. O anuário Valor 1000 é realizado pelo Valor Econômico e está em sua 16ª edição. As seguradoras são avaliadas em um ranking específico para as empresas do setor financeiro, conforme metodologia chancelada pela Escola de Administração de Empresas da Fundação Getúlio Vargas de São Paulo e da Serasa Experian, parceiras do jornal na publicação. O ranking das 1000 maiores empresas é ordenado por classe decrescente de receita líquida (da maior para a menor), independente do setor de atividade ou da natureza das informações contábeis.