Ilustração de casal na janela e a mulher está grávida
Hora Dourada: Por que ela é tão importante para a saúde do bebê a curto e longo prazo?

Hora Dourada: Por que ela é tão importante para a saúde do bebê a curto e longo prazo?

Hora Dourada, ou Hora de Ouro (Golden Hour), é a primeira hora de vida do bebê. Nessa importante hora, mãe e bebê costumam ficar acordados, alertas, sendo a oportunidade ideal para interagirem.

Há uma recomendação mundial para que a primeira mamada do bebê ocorra na Hora Dourada, pois estimular o recém-nascido a mamar o mais cedo possível traz inúmeros benefícios para ele e para a mãe, desde que, é claro, ambos estejam em boas condições e seja um desejo da mãe.

O hormônio do amor, a ocitocina, é liberado no corpo da mãe por meio da sucção da criança. Isso ajuda na contração do útero, resultando em menos sangue após o parto e, consequentemente, menor risco de desenvolver anemia. A amamentação logo após o parto é importante também para o vínculo afetivo entre a mãe e o bebê, ajudando, ainda, na “descida do leite”.

No entanto, nem todo recém-nascido está pronto para sugar imediatamente após o parto, seja normal ou cesariana. Caso isso aconteça, o bebê deve ser colocado em contato direto, pele a pele, no abdômen ou tórax da mãe, pois isso faz ele se adaptar mais rapidamente à vida fora do útero, promovendo o vínculo mãe-bebê e auxiliando no estabelecimento da amamentação. Além disso, esse contato faz com que o bebê entre em contato com os micro-organismos da pele da mãe, que vão protegê-lo contra infecções durante toda a vida.